A comida do futuro: o que a NRA Show 2022 pode ensinar para o seu bar ou restaurante Veja os principais destaques da National Restaurant Show, a maior feira de alimentos e bebidas do mundo que rolou em Chicago.

Atualizado em: Leitura: 3 minutos

Seja para quem consome, seja para quem produz o alimento ou oferece o serviço, a experiência gastronômica está mudando. Acompanhando as mais diferentes tendências e demandas de um mercado cada vez mais tecnológico, bares e restaurantes estão inseridos hoje em um contexto de permanente inovação cada vez mais orientado pelo valor agregado, eficiência e comodidade.

Chicago dita o que vem pela frente

Como ocorre nos mais diferentes segmentos da economia global, é dos EUA que vêm as principais tendências ligadas à tecnologia e comportamento consumidor. Realizada anualmente pela associação norte-americana de restaurantes, a National Restaurant Association Show é o ponto de encontro global que aponta para os profissionais e empreendedores do ramo algumas das principais soluções que estarão na frente ou atrás do balcão quando o assunto é comer e beber bem.

Considerada simplesmente a maior feira de bares e restaurantes do mundo, a NRA chegou a sua 101°a edição em 2022 entre os dias 21 a 24 de maio, em no McCormick Place, em Chicago, nos Estados Unidos. O evento reuniu visitantes de 110 países e apresentou tendências em produtos, serviços e soluções do setor em 900 categorias, que vão desde comida e bebida, passando por tecnologia, equipamentos, acessórios, sanitização, entre outras

Gaúchos prontos para inovar

Se é tendência no mundo, é de interesse dos empreendedores gaúchos, claro. Aproximando empresários de pequenas empresas com matriz operacional no Rio Grande do Sul, o Sebrae RS está prestes a completar uma década promovendo o intercâmbio cultural e de negócios por meio de missões empresariais na NRA. Este ano, para se ter uma ideia, o programa de imersão da organização levou à feira em Chicago as empresas 4Beer, Armazém Box 18, Kamar Comercial de Alimentos, LSG Comércio e Produção de Alimentos, Casa das Pizzas João Peter, IZZO Sushi Bar e Restaurante e Roux Gastronomia.

A comitiva liderada pelo coordenador da área de Alimentos e Bebidas do Sebrae RS, Roger Scherer Klafke, busca o fortalecimento das empresas gaúchas não somente no âmbito individual, mas ainda de toda a cadeia produtiva das regiões em que operam. O objetivo final é que, na volta ao Brasil e alinhados a sua realidade local, elas possam implementar soluções ao seu negócio.

Quer conferir as principais tendências que o Sebrae RS encontrou lá em Chicago? Acesse agora mesmo e baixe o e-book 5 dicas com uma visão de futuro para os bares e restaurantes.

Acessar 5 dicas

O que vem para ficar

Para quem teve o privilégio de percorrer os corredores do McCormick Place e ver de perto algumas das principais tendências do mercado, a NRA certamente agregou ao seu planejamento estratégico. Para quem não pôde estar no evento, abaixo é possível conferir algumas das questões que devem ser destaque a partir de agora:

Automação de processos: a exemplo de toda e qualquer indústria, o setor alimentício é orientado pela eficiência de seus processos. Fazer mais com menos é a tônica aqui. Mas, especificamente para bares e restaurantes, não somente para reduzir custos e aumentar a produtividade. E, sim, para agregar valor à experiência de consumo, algo cada vez mais customizado e veloz. Seja para permitir a escolha de cardápios via totens eletrônicos de interface online, integrar equipamentos inteligentes para reduzir desperdícios e melhorar indicadores para a tomada de decisão, atender melhor o cliente cada vez mais exigente é o objetivo aqui.

Produtos inovadores: Carnes vegetais. Queijo sem leite. Alimentos ultrafuncionais. O que para nossos avós poderia soar como uma brincadeira décadas atrás, hoje é tendência. Neste quesito, o comportamento do consumidor é a bússola que determina que bares e restaurantes atuem com cardápios que disponham de alternativas focadas na segmentação de público. Afinal, se há gosto para tudo, há mercado para todos.

Embalagens: não basta oferecer o melhor produto se o mesmo não estiver devidamente seguro, na temperatura correta e em plenas condições de chegar à mesa – ou a geladeira – do consumidor em sua melhor forma e apresentação. Pensando nisso, as embalagens figuram hoje como um dos tópicos que mais chamam a atenção da indústria. Embalagens para alimentos de consumo imediato, por exemplo, puxam essa fila. Afinal, em se tratando de alimentos e bebidas, a experiência de consumo é fundamental. Ah, ainda sobre o tema, embalagens ecológicas que busquem reduzir impacto ambiental também são outro ponto destacado.

Para ouvir mais sobre a NRA e um pouco do que aconteceu por lá, ouça o episódio #48 O que aprendemos na NRA: tendências com a visão dos pequenos negócios do Podcast Plano de Voo com o Coordenador de Projetos de Alimentos e Bebidas do Sebrae RS, Roger Klafke, e Matheus Rachewsky, sócio do Chica Parrilla y Bar e Armazém Box 18.

 

Conteúdo escrito por:

Sebrae
Mais de 1 milhão de pequenas empresas transformadas no Rio Grande do Sul. Estamos juntos para evoluir e potencializar o seu negócio.

Tags do post:

alimentos bares bebidas gastronomia NRA2022 restaurantes

Você também pode gostar de: