Tendências Gastronômicas: saiba o que pode marcar o mercado A valorização do regional, a sustentabilidade e a tecnologia são tendências gastronômicas que estão em alta.

Atualizado em: Leitura: 2 minutos

tendências gastronômicas: mãos de um chefe de cozinha finalizando um prato de comida

 

Os últimos anos têm sido desafiadores para quem atua no segmento de bares e restaurantes. A pandemia trouxe fortes impactos para a economia e, gradualmente, o mercado de gastronomia vem se reerguendo e retomando seu ritmo.

Além dos estabelecimentos, a crise também gerou mudanças significativas no comportamento dos consumidores. As pessoas estão mais cautelosas na hora de gastar, mais preocupadas com a própria saúde e com o meio ambiente e também adaptadas às facilidades proporcionadas pelo uso das novas tecnologias.

Diante deste cenário, três tendências gastronômicas devem marcar o mercado em 2022: valorização do regional, a sustentabilidade e a tecnologia. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir.

1 – Gastronomia regional

Com o distanciamento social imposto pela pandemia, os estabelecimentos locais e regionais como bares e restaurantes ganharam mais atenção do público. E a tendência é que essa prática continue em alta, uma vez que ela favorece 3 aspectos:

  • Cultural: os passeios na mesma região de moradia levaram muitas pessoas a redescobrir a cultura local, ativando memórias de outras épocas e de elementos típicos da gastronomia.
  • Ambiental: o consumo local reduz as etapas de transporte e, como consequência, diminui o uso de combustíveis prejudiciais ao meio ambiente.
  • Empresarial: ter fornecedores locais é uma ótima alternativa para as empresas reduzirem custos com fretes e negociarem insumos de qualidade e preços acessíveis frente à alta da inflação, com a vantagem de ter os parceiros mais próximos para nutrir um relacionamento melhor.

2 – Gastronomia sustentável

Além de buscarem uma alimentação mais saudável, os consumidores também estão preocupados com o impacto da produção de alimentos no planeta, o que motiva a procura por produtos naturais, orgânicos, além de insumos sem adição de corantes e conservantes, por exemplo. Com isso, as pessoas buscam melhores condições de vida para si e para o meio ambiente.

Nesse contexto, as empresas que integram saúde e sustentabilidade conseguem melhorar sua imagem diante de um público mais exigente, além de garantirem atendimento a um nicho crescente no mercado.

3 – Gastronomia high-tech

A transformação digital tem renovado processos em empresas dos mais diversos setores, na gastronomia não é diferente. Empresas que buscam mais eficiência e menos dependência de mão de obra, investem em tecnologia. 

Além disso, a tecnologia é uma aliada na padronização de processos, na busca de qualidade e na gestão de estoques, o que ajuda a reduzir o desperdício e a aproveitar os insumos, resultando em maior viabilidade do negócio frente aos custos.

A digitalização é uma realidade sem volta para as empresas e pode proporcionar:

  • Aos estabelecimentos: controle de custos, maior durabilidade de ingredientes, redução no tempo de atendimento e preparo dos alimentos 
  • Aos consumidores: novas experiências e facilidades, como mais rapidez nos pedidos, seja nas lojas ou no delivery.

Descubra como aproveitar cada uma dessas tendências gastronômicas no seu negócio. Baixe o material gratuito do Sebrae RS.

Baixar material

Conteúdo escrito por:

Sebrae
Mais de 1 milhão de pequenas empresas transformadas no Rio Grande do Sul. Estamos juntos para evoluir e potencializar o seu negócio.

Tags do post:

alimentos e bebidas bares e restaurantes mercado gaúcho tendências tendências de mercado

Você também pode gostar de: